segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bonecos folcloricos para Jaraguá do Sul


Aumenta a roda do boi-de-mamão

Escola apresenta espetáculo folclórico hoje e manhã, no Parque de Eventos

Com novos bonecos confeccionados pela Cia dos Ventos, é um convite para entrar na roda e ver o boi-de-mamão dançar é mais do que uma brincadeira para os alunos da Escola Municipal Ribeirão Molha, de Jaraguá do Sul. Cerca de 70 crianças e adolescentes levam muito a sério a apresentação da trajetória da vida, morte e ressurreição do animal no espetáculo “Folguedo do Boi de Mamão”. A apresentação já ocorre há 16 anos, e este ano, será hoje e amanhã no palco do Parque de Eventos.

A tradição açoriana, comum em cidades do litoral catarinense como Itajaí, São Francisco do Sul e Florianópolis, conhecida ainda no Nordeste do País como bumba-meu-boi, é apresentado em Jaraguá desde 1993. “É um orgulho, um sonho de vida realizado ver tantas crianças reunidas e empolgadas com este projeto depois de tantos anos”, comemora a secretária da escola Maria Elizabeth Pedrotti, 46 anos.

Foi ela quem trouxe os bonecos do boi-de-mamão para o colégio. “Estava na Fundação Cultural e vi os bonecos que eram do acervo pessoal do carnavalesco da cidade, o seu Manequinha. Perguntaram se eu não queria levar para as minhas crianças e aceitei na hora”, relembra Maria.

A diretora Rosana Maria Costa conta que, no começo, poucas crianças participavam. “Depois, os outros se empolgaram e tivemos que criar personagens para 30 participantes”, diz.

Além do personagem principal, o boi, seis bonecos gigantes com três metros de altura, entre eles a Maricota, três Bernunças, que são jacarés, mais o médico, o cavalo, a cabra e o urubu, estão na peça.

“O boi é carregado por duas crianças. Os outros bonecos uma pessoa consegue carregar tranquilamente”, observa o servente Irineu Pawlak, 47, que há seis também participa da organização do folguedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário